William Taft

William Taft


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

William Howard Taft nasceu em Cincinnati, Ohio, em 15 de março de 1857. William, filho de Alphonso Taft, secretário da guerra e procurador-geral do presidente Ulysses Grant, estudou na Universidade de Yale e foi admitido na ordem em 1880.

Republicano, Taft ocupou vários cargos políticos antes de se tornar juiz em Ohio em 1887. Isso foi seguido por períodos como procurador-geral dos Estados Unidos (1890-92) e no Sexto Circuito do Tribunal de Apelações dos Estados Unidos (1892-1900). Como juiz, ele incomodou os sindicatos quando decidiu que boicotes secundários eram ilegais.

Em 1900, o Presidente William McKinley pediu a Taft que organizasse um governo civil nas Filipinas. Quando isso foi concluído no ano seguinte, Taft se tornou o primeiro governador civil das Filipinas. Seu sucesso no desenvolvimento da economia das ilhas o tornou extremamente popular entre as pessoas.

Em 1904, o presidente Theodore Roosevelt nomeou Taft como seu secretário da guerra. Quando Roosevelt decidiu não se candidatar à reeleição em 1908, Roosevelt apoiou Taft em sua campanha bem-sucedida contra o candidato democrata William James Bryan.

Durante seu período no poder, Taft estabeleceu o sistema federal de poupança postal e aplicou a legislação antitruste. Theodore Roosevelt, que havia se tornado mais radical fora do poder, ficou desapontado com o histórico de Taft. Em 1912, Roosevelt se candidatou como candidato do Partido Progressista contra Taft. Isso dividiu o voto republicano tradicional e permitiu que Woodrow Wilson, o candidato democrata, fosse eleito.

Depois de perder o poder, Taft tornou-se professor de direito na Universidade de Yale e serviu no Conselho Nacional do Trabalho de Guerra em 1918. Após a Primeira Guerra Mundial, Taft apoiou Woodrow Wilson e suas tentativas de persuadir o Congresso a concordar que os Estados Unidos deveriam aderir à Liga das Nações.

Em 1921, Taft foi nomeado presidente da Suprema Corte dos Estados Unidos. William Howard Taft permaneceu no cargo até pouco antes de sua morte em 8 de março de 1930.


Família Taft

O primeiro ancestral conhecido da família Taft é Richard Robert Taft, que morreu no condado de Louth, Irlanda, em 1700, onde também nasceu seu filho, Robert Taft Sr., por volta de 1640. Robert Taft Sr. seria o primeiro Taft a migrar para o que hoje são os Estados Unidos. Ele se casou com sua esposa Sarah Simpson, que nasceu em janeiro de 1640 na Inglaterra, em 1668 em Braintree, Massachusetts. Robert Taft Sr. começou uma herdade no que é hoje Uxbridge e depois Mendon, por volta de 1680, e onde ele e sua esposa morreram em 1725 e 1726, respectivamente. Seu filho, Robert Taft Jr., foi membro do Conselho de Seletores fundador da nova cidade de Uxbridge em 1727.

Um ramo da família Massachusetts Taft descendente de Daniel Taft Sênior, filho de Robert Taft Sênior, nascido em Braintree, 1677-1761, morreu em Mendon. Daniel, um juiz de paz em Mendon, tinha um filho Josiah Taft, mais tarde de Uxbridge, [2] que morreu em 1756. Este ramo da família Taft reivindica a primeira mulher eleitoral da América, Lydia Taft, e cinco gerações de legisladores de Massachusetts e servidores públicos, começando com o marido de Lydia, Josiah Taft. [3]

Os Tafts foram representados de forma muito proeminente como soldados na Guerra Revolucionária, principalmente nos estados da Nova Inglaterra. Peter Rawson Taft I nasceu em Uxbridge em 1785 e mudou-se para Townshend, Vermont por volta de 1800. Ele se tornou um legislador do estado de Vermont. Ele morreu em Cincinnati, Condado de Hamilton, Ohio. Seu filho, Alphonso Taft, nasceu em Townshend, Vermont, e estudou na Yale University, onde fundou a sociedade Skull and Bones. Mais tarde, ele foi secretário da Guerra e procurador-geral dos Estados Unidos e pai do presidente William Howard Taft. [4] Elmshade em Massachusetts foi o local de reuniões da família Taft, como em 1874. [5]

A família americana Taft começou com Robert Taft Sênior que imigrou para Braintree, Massachusetts por volta de 1675. Houve assentamento inicial em Mendon, Massachusetts por volta de 1669 e novamente em 1680 no que foi posteriormente Uxbridge, após o fim da Guerra do Rei Philip. [6] A herdade de Robert ficava no oeste de Mendon, no que mais tarde se tornou Uxbridge, e seu filho estava no conselho fundador de seletos. Em 1734, Benjamin Taft iniciou uma forja de ferro, em Uxbridge, onde alguns dos primeiros primórdios da revolução industrial da América começaram. O filho de Robert Sr., Daniel, um juiz de paz em Mendon teve um filho Josiah Taft, mais tarde de Uxbridge, [6] que morreu em 1756. A viúva de Josiah tornou-se "a primeira mulher a votar na América", Lydia Chapin Taft, quando votado em três reuniões da cidade de Uxbridge. [3] O presidente George Washington visitou a taverna de Samuel Taft em Uxbridge em 1789 em sua "viagem inaugural" pela Nova Inglaterra. [7] O avô do presidente William Howard Taft, Peter Rawson Taft I, nasceu em Uxbridge em 1785. [8] O Exmo. Bezaleel Taft Sr., filho de Lydia, deixou um legado de cinco gerações ou mais de serviço público, incluindo pelo menos três gerações na legislatura estadual de Tafts em Massachusetts. [9] [10] [11] [12] Ezra Taft Benson, Sr, um famoso pioneiro mórmon, viveu aqui entre 1817–1835 e se casou com sua primeira esposa Pamela, de Northbridge, em 1832. [13] uma dinastia política americana.

  • Robert Taft Sr. (c. 1640–1725) A famosa família Taft na América desenvolveu suas raízes em Mendon e Uxbridge. Robert Taft, Sr. veio para a América vindo de Braintree. A herdade original em Taft estava no oeste de Mendon, que mais tarde se tornou Uxbridge, e foi construída por Robert Taft Sr., o primeiro imigrante, em 1681. [6] Robert Taft Sr. havia construído uma casa anterior em 1669, mas foi abandonada devido à guerra do rei Philip. Os descendentes de Robert Taft Sr. são uma grande família politicamente ativa com descendentes que são proeminentes em Ohio, mas vivem em todos os EUA.
  • Robert Taft Jr. nasceu em 1674, filho de Robert Sr. e Sarah Taft em Braintree. Ele cresceu na parte oeste de Mendon, no que mais tarde se tornou Uxbridge. Ele se tornou um membro fundador do Conselho de Seletores de Uxbridge em 1727. [14] Robert Taft Jr. pode ter sido o primeiro Taft americano a ocupar um cargo político. Seus descendentes incluíam um governador de Rhode Island, Royal Chapin Taft, um senador dos Estados Unidos por Ohio, Kingsley Arter Taft, e um secretário de Agricultura dos Estados Unidos, Ezra Taft Benson II, entre outros.
  • Lydia Chapin Taft Digno de nota entre os primeiros residentes de Uxbridge foi Lydia Chapin Taft, uma nativa de Mendon por nascimento, que votou em três reuniões oficiais da cidade de Uxbridge, começando em 1756. [3] Ela era viúva do neto de Robert Taft Sr., Josiah Taft, que tinha serviu no Legislativo Colonial. Josias era filho de Daniel Taft de Mendon. Taft foi a primeira mulher a votar na América. [3] Isso é reconhecido pela legislatura de Massachusetts. Seu primeiro voto histórico, o primeiro no sufrágio feminino, foi a favor da apropriação de fundos para os regimentos envolvidos na Guerra da França e da Índia.
  • Exmo. Bezaleel Taft Sr., filho de Lydia, ocupou o posto de capitão na Revolução Americana e respondeu à Batalha de Lexington e ao Alarme Concord [11] em 18 de abril de 1775, enquanto Lydia observava. Ele se tornou um proeminente legislador de Massachusetts e senador estadual. [9] Pelo menos 12 soldados com o sobrenome Taft serviram na Guerra Revolucionária da cidade de Uxbridge. Muitos outros Tafts de todas as ex-colônias também serviram na Guerra da Independência.
  • Exmo. Bezaleel Taft Jr., o filho, seguiu carreira legislativa no Tribunal Geral de Massachusetts, no Senado estadual e no Conselho Executivo Estadual. [9] - Bezaleel Taft Jr. e cinco gerações de Tafts influentes viveram em uma casa histórica conhecida como Elmshade, que era um local de reunião para reuniões familiares de Taft, e que agora está no Registro Nacional de Lugares Históricos. O jovem William Howard Taft e seu pai, Alphonso Taft, Secretário da Guerra e fundador da Skull and Bones em Yale, visitaram esta casa em várias ocasiões.
  • George Spring Taft, filho de Bezaleel Jr., era o promotor do condado e secretário do senador dos Estados Unidos, George Hoar. [9] George Spring Taft também viveu em Elmshade.
  • A tradição do serviço público continuou por pelo menos cinco gerações neste ramo da família Taft em Massachusetts. A "Vida de Alphonso Taft por Lewis Alexander Leonard", no Google Books, é uma fonte particularmente rica da história das origens da família Taft em Massachusetts. [4]
  • Outros Tafts locais Outros Tafts locais em serviço político na legislatura de Massachusetts incluíram Arthur M. Taft, Arthur Robert Taft e Zadok Arnold Taft. Royal Chapin Taft, originalmente de Northbridge, tornou-se governador de Rhode Island. O número de Tafts no serviço público em toda a América foi extraordinário, incluindo New Hampshire, Rhode Island, Vermont, Ohio, Michigan, Utah e outros estados.
  • Visita do primeiro presidente Samuel Taft foi um soldado da Guerra da Independência Americana, pai de 22 filhos, fazendeiro e taberneiro de Uxbridge. O presidente George Washington ficou no Samuel Taft Tavern em novembro de 1789, durante a viagem inaugural do pai fundador pela Nova Inglaterra. [7]

O avô do presidente William Howard Taft, Peter Rawson Taft I, nasceu em Uxbridge em 1785 e foi criado lá. Seu pai Aaron mudou-se para Townshend, Vermont, por causa da economia difícil, quando ele tinha quinze anos. Conta-se a história de que Peter Rawson caminhou com uma vaca de Uxbridge a Townshend, uma distância de bem mais de 160 quilômetros. A "casa Aaron Taft" está agora no Registro Nacional de Locais Históricos. Peter Rawson Taft I tornou-se legislador de Vermont e acabou morrendo no condado de Hamilton, Cincinnati, Ohio. [8] [15] O filho de Peter Rawson Taft, Alphonso Taft, fundou a Skull and Bones em Yale, serviu como Secretário de Guerra dos EUA, e seu filho William Howard se tornou o presidente dos EUA. A ancestralidade dos presidentes dos EUA remonta a Uxbridge e Mendon mais de uma vez, incluindo ambos os presidentes com o sobrenome Bush. [16] O presidente Taft, um campeão pela paz mundial e o único presidente a servir também como Chefe de Justiça dos Estados Unidos, voltou a Uxbridge para reuniões familiares. [4] [9] [17] Ele comentou ao descer do trem em 3 de abril de 1905: "Uxbridge. Acho que tenho mais parentes aqui do que em qualquer cidade da América." [9] O jovem William Howard Taft fez outras viagens para Uxbridge e para a casa de Bezaleel Taft Jr., "Elmshade", em seus primeiros anos. Foi em "Elmshade" que o jovem William Howard Taft provavelmente ouviu seu pai, Alphonso Taft, orgulhosamente proferir um oratório sobre a história da família Taft e as raízes da família em Uxbridge e Mendon, por volta de 1874. [4] [9] O Presidente Taft permaneceu na taverna Samuel Taft quando visitou Uxbridge, como fez George Washington 120 anos antes. [9] [17] O jornal New York Times registrou as visitas do Presidente Taft às casas de seus ancestrais em Mendon e Uxbridge durante sua presidência. [17] William Howard Taft, quando menino, passou vários verões no Vale Blackstone em Millbury, Massachusetts, e até frequentou escolas por pelo menos um semestre naquela cidade próxima.

Ezra T. Benson (para distingui-lo de seu famoso bisneto, Ezra Taft Benson), um nativo de Mendon e Uxbridge, é famoso como um dos primeiros apóstolos da religião mórmon. Sua própria autobiografia afirma que ele viveu em Uxbridge entre 1817-1835, ou cerca de 17 anos, depois que sua mãe, Chloe Taft e seu pai, John Benson, se mudaram para uma fazenda lá. [18] O jovem Ezra casou-se com Pamela Andrus, de Northbridge, em 1º de janeiro de 1832, em Uxbridge. Ele havia se mudado com sua família para um hotel no centro de Uxbridge em 1827. Ele e Pamela viveram aqui na década de 1830, tiveram filhos e um filho que morreu, o que está registrado no Uxbridge Vital Records. Mais tarde, ele gerenciou e foi proprietário do hotel em Uxbridge Center antes de investir em uma fábrica de algodão em Holland, Massachusetts. Ele se mudou para a missa de Holland em 1835. [18] Mais tarde, ele se mudou para Illinois e se tornou um apóstolo mórmon. Ezra se filiou à Igreja SUD em Quincy, Illinois, em 1840, casou-se com uma pluralidade de casamentos, casando-se com mais sete esposas depois de Pamela. Ele foi chamado para o Quórum dos Doze Apóstolos por Brigham Young em 1846, um alto cargo na Igreja SUD. Ele tinha oito esposas e 32 filhos. [13] Ele foi um missionário nas Ilhas Sandwich, também conhecidas como Havaí. Ele serviu como Representante da Assembleia Territorial de Utah. Ele morreu em Ogden, Utah, em 1869.

Benjamin Taft iniciou a primeira forja de ferro na seção Ironstone de Uxbridge em 1734 [9]. Havia "minério de ferro de pântano" de boa qualidade aqui. Caleb Handy adicionou um triphammer, e foices e armas foram fabricadas aqui antes de 1800. A família Taft continuou a ser fundamental na industrialização inicial do Vale de Blackstone, incluindo moinhos construídos por um descendente de 4ª geração de Robert Taft I, filho de Deborah Taft, Daniel Day em 1810, e seu genro, Luke Taft (1825) e o filho de Luke, Moses Taft em (1852). [9] Essas fábricas de lã, algumas das primeiras a usar teares mecânicos e cetins, funcionaram 24 horas por dia, 7 dias por semana durante a Guerra Civil, produzindo tecidos para uniformes militares dos EUA. [9] O Complexo Rivulet Mill de 1814 foi estabelecido em North Uxbridge por Chandler Taft. Em 1855, 2,5 milhões de metros de tecido foram produzidos nas fábricas de Uxbridge. [20] Uxbridge é o centro de Blackstone Valley, a primeira região industrializada dos Estados Unidos. Faz parte do Corredor do Patrimônio Nacional John H. Chafee Blackstone River Valley. Samuel Slater, que construiu sua fábrica em (1790), em Pawtucket, Rhode Island, no rio Blackstone, foi considerado pelo presidente Andrew Jackson como o pai da revolução industrial da América.

Em 1864, o juiz Henry Chapin, um prefeito de Worcester com três mandatos e juiz-chefe, citou uma história bem conhecida de Uxbridge como segue: Um estranho veio à cidade, conheceu uma nova pessoa e disse: "Olá, Sr. Taft". O Sr. Taft disse: "Como você sabe meu nome?" O estranho respondeu: "Presumi que você fosse um Taft, assim como os outros 12 Tafts que acabei de conhecer!". [21] Esta história foi repetida em forma de poema pelo prefeito Chapin, em uma famosa reunião da família Taft aqui, [ Onde? ] gravado na Vida de Alphonso Taft. [4]


Carreira política inicial

O filho de Alphonso Taft, secretário da guerra e procurador-geral (1876-1877) sob o pres. Ulysses S. Grant e Louisa Maria Torrey, Taft se formou em segundo lugar em sua turma de Yale de 1878, estudou direito e foi admitido na Ordem dos Advogados de Ohio em 1880. Atraído pela política no Partido Republicano, ele serviu em vários cargos nominais menores até 1887 , quando foi nomeado para preencher o mandato inacabado de um juiz do tribunal superior de Ohio. No ano seguinte, foi eleito para um mandato de cinco anos, a única vez em que alcançou o cargo por voto popular além de sua eleição para a presidência. De 1892 a 1900, ele atuou como juiz do Tribunal de Apelações do Sexto Circuito dos Estados Unidos, onde tomou várias decisões hostis ao trabalho organizado. Ele manteve o uso de uma liminar para impedir uma greve de ferroviários e declarou ilegal o uso de um boicote secundário. Por outro lado, ele defendeu os direitos dos trabalhadores de se organizarem, se sindicalizarem e fazerem greve, e estendeu o poder da liminar para fazer cumprir as leis antitruste.

Taft renunciou ao cargo de juiz em 15 de março de 1900 para aceitar a nomeação do Pres. William McKinley para servir como presidente da Segunda Comissão Filipina. Encarregado de organizar o governo civil nas ilhas após a Guerra Hispano-Americana (1898), Taft demonstrou um talento considerável como executivo e administrador. Em 1901 ele se tornou o primeiro governador civil das Filipinas, concentrando-se nesse posto no desenvolvimento econômico das ilhas. Apaixonado e muito popular entre o povo filipino, Taft recusou-se duas vezes a deixar as ilhas quando foi indicado para a Suprema Corte pelo Pres. Theodore Roosevelt. Em 1904, ele concordou em retornar a Washington para servir como secretário de guerra de Roosevelt, com a estipulação de que ele poderia continuar a supervisionar os assuntos filipinos.

Embora diferentes tanto no físico quanto no temperamento, o gordo e descontraído Taft e o musculoso e quase maníaco Roosevelt tornaram-se amigos íntimos - o presidente considerava seu secretário da Guerra um conselheiro de confiança. Quando Roosevelt se recusou a concorrer à reeleição, ele deu seu apoio a Taft, que ganhou a indicação republicana de 1908 e derrotou o democrata William Jennings Bryan no colégio eleitoral por 321 votos a 162. Republicanos progressistas, que haviam encontrado seu campeão em Theodore Roosevelt, agora esperava que o sucessor escolhido por Roosevelt levasse adiante sua agenda de reformas.


William Howard Taft

William Howard Taft (1857-1930) foi o 27º presidente dos Estados Unidos (1909-1913) e o décimo juiz principal dos Estados Unidos (1921-1930). Taft era de Cincinnati, Ohio, filho de um oficial de gabinete que serviu no governo do Presidente U.S. Grant. Depois de se formar na Universidade de Yale em 1878, Taft em 1880 tornou-se advogado em Ohio. Seu primeiro amor sempre foi a lei, e sua maior aspiração de servir como presidente do tribunal, não como presidente.

Taft entrou na política local quando jovem e logo se tornou juiz em Ohio. Sua estrela subiu ainda mais sob o presidente Benjamin Harrison, para quem Taft serviu como procurador-geral dos Estados Unidos antes de aceitar a nomeação como juiz do Sexto Circuito do Tribunal de Apelações dos EUA, cargo que ocupou de 1892-1900. Enquanto ele atuava como juiz, o movimento trabalhista condenou algumas das decisões de Taft, que os sindicatos pensaram que enfraqueceram sua capacidade de conseguir contratos coletivos de trabalho.

Em 1900, o colega presidente de Ohio, William McKinley, persuadiu Taft a renunciar ao cargo de juiz em favor de liderar uma comissão filipina. Nessa função, Taft foi encarregado de acabar com o regime militar, estabelecendo o governo civil das ilhas como uma colônia americana. Taft se tornou o primeiro governador das Filipinas em 1901. Visto como um sucesso nessa função, o presidente Theodore Roosevelt nomeou Taft Secretário da Guerra (um cargo de gabinete encarregado do exército) em 1904.

Taft e Roosevelt eram amigos. Eles compartilhavam um compromisso comum com o imperialismo, bem como a crença de que o poder do ramo executivo deveria se expandir, especialmente para regular as decisões de investimento das grandes corporações. Quando Roosevelt decidiu não concorrer a outro mandato em 1908, ele deu seu apoio a Taft, que derrotou o candidato democrata William Jennings Bryan nas eleições gerais.

Taft provou ser um político muito menos hábil do que Roosevelt. Enquanto Taft atuava como presidente, seu Partido Republicano, que controlava o Congresso, se dividia em uma série de questões. O presidente enfrentou uma insurgência, ou rebelião, de algumas figuras republicanas declaradas no Congresso, algumas das quais começaram a se opor abertamente ao presidente. Em questão estavam os controles exercidos pelos líderes partidários no Congresso e sua recusa em permitir a consideração da legislação desejada pelos reformadores. Essas questões incluíam medidas de apoio aos sindicatos, proibição e tarifas mais baixas. (Eventualmente, em 1910, os insurgentes na Câmara dos Representantes, em coalizão com os democratas, conseguiram reduzir o poder do Presidente da Câmara e do presidente do comitê, criando um comitê de regras de 10 membros para definir a agenda desse órgão .)

Com relação à tarifa, Taft se mostrou especialmente inepto. Muitos republicanos tradicionalmente apoiavam uma tarifa altamente protetora para retardar a importação de mercadorias estrangeiras e, assim, proteger os fabricantes e trabalhadores americanos. No entanto, alguns republicanos ativos, especialmente pessoas de estados nos vales do alto Mississippi e dos rios Missouri, buscaram tarifas mais baixas sobre produtos manufaturados (que os agricultores constituintes compravam) e tarifas mais altas sobre a importação de grãos canadenses. Taft e outros líderes republicanos estabelecidos recusaram-se a tratar de suas preocupações e, em 1910, promulgaram a tarifa altamente protetora de Payne-Aldrich. Taft foi conspícuo em sua defesa dessa medida, até mesmo viajando para Des Moines, Iowa, um centro da região agrária cujos líderes se opunham a tal tarifa, para falar em seu nome. Suas ações alimentaram a crescente rebelião dentro do Partido Republicano conhecida como insurgência.

Como presidente, Taft era especialmente conhecido pela aplicação vigorosa da legislação antitruste. (Embora Roosevelt tivesse conquistado a reputação de "destruidor de confiança", na verdade Taft foi muito mais agressivo ao abrir processos contra consolidações de empresas.) Com o governo Taft empurrando o processo, por exemplo, a Suprema Corte ordenou a dissolução do John D. A Standard Oil Company de Rockefeller, que dominava a indústria de refino de petróleo do país, dividiu-se em sete firmas. Essa decisão histórica encerrou um período de incerteza nas decisões antitruste, pois o tribunal aplicou a "regra da razão" à Standard Oil. Esse padrão significava que se o tribunal concluísse que uma empresa havia crescido por meio de práticas injustas e irracionais, ela seria desmembrada.


William Taft: a vida antes da presidência

Nascido em Mount Auburn, Cincinnati, Ohio, em 15 de setembro de 1857, William Howard Taft era uma criança fisicamente ativa, praticava esportes e fazia aulas de dança, apesar de sua tendência à obesidade. Ele amava o beisebol e era um bom jogador de segunda base e um rebatedor poderoso. Taft estudou na Woodward High School, uma escola particular bem conceituada em Cincinnati, graduando-se em 1874 em segundo lugar na classe, com uma média de notas de quatro anos de 91,5 em 100.

Na Universidade de Yale, Taft seguiu o conselho de seu pai de se abster de praticar esportes, para que sua participação não impedisse seu progresso acadêmico. Ele se formou em segundo lugar em sua classe de 132 alunos e, em seguida, foi para a Escola de Direito da Universidade de Cincinnati enquanto trabalhava em tempo parcial como repórter do tribunal do Cincinnati Commercial. Taft foi aprovado nos exames da ordem em maio de 1880.

Cumprindo as altas expectativas

Taft foi criado em uma família grande, unida e estimulante. Ele tinha cinco irmãos, dois meio-irmãos do primeiro casamento de seu pai e dois irmãos e uma irmã nascida de sua mãe. A família se identificava com a Igreja Unitarista, subscrevendo a crença em Deus, mas não na divindade de Cristo. O pai de Taft, Alphonso Taft, era advogado e serviu como secretário da Guerra e depois procurador-geral no gabinete do presidente Ulysses S. Grant. O presidente Chester A. Arthur nomeou o pai de Taft para servir como ministro (o título de embaixador naquela época) na Áustria-Hungria e na Rússia. Um modelo significativo para William, Alphonso Taft era sensível, gentil, gentil e altamente "vitoriano" - um homem que mantinha suas emoções sob rígido controle. Politicamente ativo no Partido Republicano, o Taft sênior serviu no conselho da cidade de Cincinnati e buscou sem sucesso a indicação republicana de 1875 na disputa para governador em Ohio. Alphonso tinha visões liberais sobre os direitos das mulheres, no entanto, e encorajou a mãe de Taft, Louisa Maria Torrey Taft, em seus caminhos independentes e numerosas atividades externas e sua curiosidade intelectual. A enérgica Louisa Taft organizou um movimento de jardim de infância local e estadual, uma associação de arte, clubes do livro, clubes alemães e franceses, e viajou muito com o marido em missões diplomáticas. Dos pais, Louisa era a mais curiosa e aventureira, muitas vezes levando a família por caminhos que ninguém teria se aventurado por conta própria. O pai de Taft morreu em 1891.

William vivia com medo constante de não atender às expectativas dos pais. Não importa o quão bem ele se saísse, ele estava ansioso com a aprovação deles. Quando se formou no colégio em 1874, escolheu para sua cerimônia de formatura abordar o tema do sufrágio feminino, contando ao público sobre seus pais progressistas. As grandes variações de peso corporal de Taft, segundo alguns estudiosos, decorriam de suas ansiedades sociais e familiares.

Ambições Políticas

Taft se casou com Helen "Nellie" Herron na casa de seus pais em Cincinnati, em 19 de junho de 1886. Ele tinha 28 anos e ela 25. Nellie se igualava à mãe de Taft em intelecto e energia. Ela aceitou a proposta de casamento de Taft em parte porque o via como um parceiro para cumprir sua esperança de uma vida na política nacional, e além da vida paroquial de Cincinnati. Seu pai, um ex-advogado de Rutherford B. Hayes, levara Nellie à Casa Branca para o vigésimo quinto aniversário de casamento do presidente e da Sra. Hayes. A jovem Nellie ficou tão cativada que jurou um dia ser a primeira-dama. Em 1911, ela celebraria seu próprio aniversário de casamento de prata na Casa Branca, enchendo a mansão com quase 4.000 convidados.


Etiqueta: William Howard Taft

Hoje, esperamos que os candidatos presidenciais nos procurem. Eles falam nos degraus do capitólio, em memoriais e em academias de colégio. Eles apertam as mãos, conhecem líderes locais e, pelo menos em Indiana, certifique-se de que sejam vistos comendo uma torta caseira ou lombo de porco de renome local. Além dessas aparições, no entanto, anúncios de campanha, e-mails e postagens em mídia social trazem candidatos para nossas salas de estar, nossas caixas de entrada e nossas vidas diárias.

Presidente Ronald Reagan comendo torta de pêssego no Mac & # 8217s em Mooresville, Indiana, 19 de junho de 1985, foto localizada no Philadelphia Inquirer por Justin Clark para sua pesquisa sobre a visita de Reagan & # 8217s.

No entanto, nem sempre foi assim. Na verdade, durante grande parte da história dos Estados Unidos, essa campanha ativa foi vista como faminta de poder, rude e abaixo da dignidade do cargo. Embora não tenham entrado na campanha, os candidatos ainda estavam trabalhando muito para conquistar eleitores com eventos e material promocional. Se começarmos nossa história em Indianápolis, Indiana, em 1888, e a encerrarmos vinte anos depois em Brook, Indiana, veremos uma mudança radical nas táticas de campanha do Partido Republicano. E acredite ou não, nossa barragem moderna de politicagem presidencial deve muito à campanha presidencial de 1908 de William Howard Taft.

Política republicana na varanda da frente

& # 8220Harrison and Morton Campaign Ball, & # 8221 1888, Benjamin Harrison Presidential Site, acesso à University Library, IUPUI.

Durante a campanha presidencial de 1888, o candidato de Hoosier Benjamin Harrison e o presidente em exercício Grover Cleveland ficaram em casa. Isso não quer dizer que eles não eram politicistas. Harrison fez uma campanha de & # 8220front porch & # 8221, falando para multidões que se reuniram em sua casa em Indianápolis e os repórteres que ele convidou para cobrir o evento. Organizações políticas produziram cartazes, cartuns políticos, discursos, comícios, desfiles, bandas de música e manifestações de tochas & # 8221 em apoio a seus candidatos (Miller Center). E enquanto Harrison permaneceu em Indianápolis, seus apoiadores levaram a campanha para a estrada por ele com um golpe publicitário memorável. Inspirado por um truque usado para a campanha de sucesso de 1840 de seu avô William Henry Harrison & # 8216, um apoiador de Maryland construiu uma bola de aço e lona e a rolou 5.000 milhas através do país até a casa de Benjamin Harrison & # 8217s. Na tentativa de fazer comparações entre os dois Harrisons, o slogan da campanha tornou-se, inevitavelmente, & # 8220Mantenha a bola rolando. & # 8221 Harrison ganhou a presidência, perdendo o voto popular, mas levando o colégio eleitoral. Durante a revanche em 1892, Cleveland se recusou a fazer campanha por respeito à doença da esposa de Harrison & # 8217s e Harrison fez apenas algumas aparições públicas. No entanto, o Partido Republicano apoiou apenas tenuamente Harrison por causa de & # 8220 sua falha em resolver três questões nacionais & # 8221 e Cleveland venceram facilmente em 1892. (mais aqui: Miller Center).

& # 8220Fotografia da campanha de 1888 na frente da casa, & # 8221 1888, Benjamin Harrison Presidential Site, acesso à University Library, IUPUI.

Em 1896, os democratas, com o apoio do Partido Populista, concorreram ao ex-deputado americano William Jennings Bryan para presidente. (Lembre-se dele, ele estará de volta mais tarde). Bryan foi um palestrante dinâmico e começou a campanha com entusiasmo, cobrindo 18.000 milhas em três meses. Mesmo assim, o candidato republicano e ex-governador de Ohio, William McKinley, ficou em casa. Tendo levantado quatro milhões de dólares principalmente de negócios e interesses bancários, a organização do partido despejou dinheiro na impressão e distribuição de panfletos de campanha. Enquanto isso, McKinley fez 350 discursos para 750.000 pessoas & # 8211, todos de sua varanda, resultando em sua eleição. McKinley venceu facilmente novamente em 1900, trazendo o governador de Nova York Theodore Roosevelt com ele para a Casa Branca como seu vice-presidente. (Centro Miller)

Biblioteca do Congresso Legenda: & # 8220Theodore Roosevelt, Joseph Cannon, membros do Comitê de Nomeação Republicano e convidados na frente de Sagamore Hill, Oyster Bay, N.Y., & # 8221 Underwood & amp Underwood, editora, c. 1904, 4 de agosto, acesso à Biblioteca do Congresso.

Depois que McKinley foi assassinado em 1901, Roosevelt cumpriu mandato presidencial de McKinley & # 8217s e foi a escolha clara do Partido Republicano para concorrer em 1904. (Roosevelt escolheu o senador de Indiana Charles W. Fairbanks como seu companheiro de chapa.) Os democratas escolheram o Supremo de Nova York O juiz do tribunal Alton B. Parker como uma escolha segura para o candidato presidencial, apelando para aqueles que se opunham à política interna progressiva do TR & # 8217 e expandindo a agenda externa. Parker se absteve de fazer campanha como era a norma, mas criticou fortemente seu oponente na imprensa. TR fez uma turnê de trinta dias pelos estados ocidentais depois que sua nomeação foi anunciada, mas também se absteve de fazer campanha eleitoral ativamente. No verão de 1904, ele começou a falar de sua varanda em Sagamore Hill em Oyster Bay, Nova York. Como McKinley, grandes doações de campanha ajudaram TR a garantir o escritório presidencial. (Centro Miller)

Taft V. Bryan: The Game Changer

William Howard Taft não recebe muito amor como presidente. Ele era indeciso, facilmente criticado pelo Congresso e nunca quis o cargo tanto quanto sua esposa ou TR queriam para ele. No entanto, a estratégia elaborada por Taft e seus conselheiros para vencer as eleições de 1908 foi brilhante e o confronto feroz dos dois principais candidatos do partido mudou a campanha para sempre. E para os republicanos, tudo começou nos arredores de Brook, Indiana.

Muncie Evening Press, 24 de junho de 1908, 3, acessado Newspapers.com.

Taft foi escolhido a dedo para o sucessor de TR & # 8217 para a presidência e, portanto, teve o apoio de um amado presidente e da poderosa máquina política republicana. Ele facilmente ganhou a indicação na Convenção Nacional Republicana de junho de 1908 em Chicago. No entanto, Taft tinha um problema de imagem & # 8211 que poderia fazer com que ele perdesse os votos essenciais de fazendeiros, trabalhadores e afro-americanos. Como juiz do Tribunal de Apelações do Circuito dos Estados Unidos, ele tomou várias decisões anti-trabalhistas. Em 1894, Taft havia decidido contra os trabalhadores ferroviários da greve Chicago Pullman. O oponente democrata de Taft & # 8217, William Jennings Bryan, (lembra dele?) Por outro lado, era um populista que apelava aos trabalhadores e fazendeiros prometendo proteger seus interesses dos republicanos, que eram apoiados por grandes negócios exploradores.

Durante a campanha de 1908, Bryan, agora em sua terceira corrida presidencial, novamente invadiu os EUA como um evangelista, falando diretamente ao povo e criticando o histórico anti-trabalho de Taft & # 8217. Dessa vez, parecia que o candidato republicano não conseguiria ficar em casa. Taft precisava defender seu histórico, garantir aos trabalhadores que o Partido Republicano apoiava seus interesses e sorrir e apertar o máximo de mãos possível.

Legenda da Biblioteca do Congresso:
Mitchell, S.D. (1909) [isto é 1908] Wm. Howard Taft apertando as mãos
Library of Congress Prints and Photographs Division Washington, D.C. Bryan should really get credit for launching the whistle stop campaigning that became standard practice. He had been touring the country for some time advocating for the silver standard. However, it wasn’t until Taft began actively campaigning on the road – in order to rehabilitate his image and make himself likable to voters, as opposed to simply spreading an educational message – that we get the kind of spectacle politics we recognize today. [Bourdon, 115-6.]

The campaign was strikingly modern in other ways too. Speeches by presidential candidates were traditionally quite long – an hour of expounding on the party platform was not unusual. However, Taft kept it short, speaking for thirty minutes at major events, but sometimes spending only five minutes joking with crowds on train platforms. Bryan, known for lengthy rhetoric, was not to be outdone. He recorded a series of two minute speeches on a wax cylinder for Thomas Edison’s National Phonograph Company. Of course, Taft then had to do the same. Thus, we get the modern sound bite. [Listen here: NPR]

George Ade: Reluctant Republican Ringleader

Meanwhile, in Indiana, the Republican Party was in danger of being torn apart over temperance (prohibition versus local option). Leaders thought that a visit from a national candidate could unify the party at least for long enough to push through a Republican state ticket. Charles S. Hernly, Chairman of Indiana’s State Republican Committee, could see that the base needed a flamboyant event to generate enthusiasm for the Party. Recalling a promising conversation from the previous spring, he formed a plan. It involved George Ade, a native of Newton County, a beloved Indiana author, and a dabbler in local politics.

By this time, Ade had achieved financial success as the writer of clever and observant fictional stories for books and newspapers. He gained fame as the wit behind several popular comedic Broadway plays. Ade was known for using humor and rustic, slangy language and was often compared to Mark Twain. He had done well for himself and wisely trusted his brother William to invest his money in real estate.

“George Ade,” photograph, n.d., Indiana State Library Photograph Collections, accessed Indiana State Library Digital Collections.

In 1902, William secured 417 acres near the small town of Brook for his brother to build a cottage as a writer’s retreat. George named the estate “Hazelden.” By 1904, when he began to stay at Hazelden more regularly, “it had grown into an Elizabethan manor house . . . complete with cow barn, greenhouse, caretaker’s cottage, dance pavilion, several smaller outbuildings, swimming pool, softball diamond, and forty foot water tower,” plus extravagant landscaped gardens. (Indiana Magazine of History)

Town of Brook, “Historic George Ade Home,” http://www.brookindiana.com/historic-george-ade-home/

When Ade awoke at Hazelden the morning of August 20, 1908 and settled in to read the day’s Indianapolis Star, he received somewhat of a shock. The front page headline read, “Ade’s Farm Rally Will be Big Event.” Ade later wrote that he recalled a casual conversation with Chairman Charles Hernly about the possibility of a political picnic. However, they had not had formally planned any kind of function, let alone one that Hernly described to reporters as “the biggest Republican event Indiana will see this campaign.”

Indianapolis Star, August 20, 1908, 1, accessed Newspapers.com.

Hernly had colorfully expounded on the day’s details for reporters. He listed the names of prominent state and national politicians who would likely speak, “all the big guns,” and promised a meal of “roast beef, potatoes, bread and butter and coffee” for the Midwestern farmers who were invited to attend. Hernly emphasized that Ade was “enthusiastic in his support of the Republican ticket,” and the reader assumed, the event to take place at his estate. “The only thing that is bothering Mr. Ade is the fact that it is going to take forty of his best beef cattle to satisfy the hunger of the crowd,” Hernly claimed.

Ade was now in an impossible position. He would have liked to “have headed off the barbecue idea,” but was also an enthusiastic Republican who wanted to help his party. [Indiana Magazine of History] He had served as a visible delegate to the Republican National Convention where Taft was nominated – a fact that made headlines even in the New York Times – and as a member of the notification committee that formally told Taft of his nomination. Ade was a respected figurehead for the party. If he were to refuse to host this now public event, he risked further demoralizing the already troubled Indiana Republican Party. If Hernly meant to force Ade’s hand, it worked. The “biggest Republican rally of the coming campaign” would be held in George Ade’s backyard.

The Taft Special to Ade Station

Through the summer Taft was hanging back, assessing the political climate, trying to determine how best to campaign. By September 1908, however, it was clear that he was going to have to defend his labor record from Bryan’s attacks. Taft needed to align himself with the more progressive agenda of the Republican Party as announced at the June convention. He had also been briefed on the tenuous situation in Indiana and knew he needed to appeal directly to Hoosier farmers if he wanted to win the state. The rally planned at Ade’s farm was an opportunity the candidate could not pass up. Taft accepted the invitation sent to him by Chairman Hernly.

New York Times, September 17, 1908, 3, accessed https://timesmachine.nytimes.com/timesmachine/1908/09/17/issue.html

On September 16, the Taft campaign announced the tour itinerary. The candidate would leave Cincinnati the morning of September 23 to travel though Indiana, Illinois, Wisconsin, Minnesota, the Dakotas, Iowa, Nebraska, Colorado, and Kansas over several weeks. o New York Times reported:

Judge Taft’s first address on his Western speaking tour will be made at Brook, Ind., on Sept. 23. It will be at a big Republican rally on the farm of George Ade, the Hoosier humorist and politician.

Notably, the newspaper reported that Taft would be following the route that William Jennings Bryan had undertaken in his campaign.

The morning of September 23, Taft and his staff boarded a five car train dubbed “The Taft Special” and headed for Indiana. The train stopped briefly in Indianapolis, where Taft shook hands with local politicians and waved to the approximately 200 people gathered to greet him. He joked with the crowd, forgoing a formal speech. The Taft Special stopped again briefly in Lafayette and switched tracks at Sheff before arriving at Ade station just west of Brook. Ade and a welcome committee arrived in a six car caravan to take Taft, staff, and guests to Hazelden.

Library of Congress caption: Crowd to greet Wm. H. Taft, De Witt, Nebraska, 1908,
Prints & Photographs Online Catalog.

As the caravan drove through Brook, a large sign made of evergreen reading “Welcome” framed in marigolds and goldenrod greeted them. “Triumphal arches” also made of evergreen spanned the main street and supported large pictures of Taft and the other Republican candidates. Newspapers around the country described the scene in detail. o New York Times reported:

All forenoon, from miles around the countryside, buggies, family carryalls, hay racks, and farm vehicles of every description crowded the roads leading to Hazelden, the country home of George Ade. When the candidate, seated in the humorist’s automobile, reached the farm he was driven through a veritable gauntlet of vehicles hitched to telephone poles, fence posts, trees, or anything else calculated to restrain the horses.

Indianapolis News, September 24, 1908, 4, Newspapers.com.

o Indianapolis News described the scene that greeted Taft upon his arrival at Ade’s estate:

Before the arrival of the Taft party there was a concert by the Brook Band and later by the Purdue Military band, followed by short speeches from some of the local statesmen. At noon the Second Regiment Band, of Chicago, gave a great display of daylight Japanese fireworks. When the Taft party appeared in sight down the road, a dozen bombs were hurled in the air the explosions resembled a salute by a gun squad and the air was filled with smoke as if from a battle.

The spectacle of this political theater was not lost on the Indianapolis News. The newspaper referred to the rally as a clever “stunt” and a “big play” put on by Ade. It continued to draw comparisons between the playwright’s craft and the political event:

The frameup of Ade’s latest act was all that could be desired. It was elaborately staged, and the scenery was all that nature could do for one of the prettiest places in northern Indiana, and the actors were of a pedigree out of the ordinary.

Upon arrival, the official party had lunch in the Ade home while the crowd purchased “full dinner pails,” a reference to the 1900 Republican slogan that appealed to the labor vote and helped William McKinley defeat William Jennings Bryan. At 1:15 p.m., Ade and Taft appeared on the decorated speaker’s platform. Ade introduced the candidate, and Taft officially kicked off his campaign.

Brook Reporter, September 25, 1908, 1, Newspapers.com.

Taft had not only remembered Ade from the notification committee, he was a fan of the writer’s work, “The Sultan of Sulu,” which was set in the Philippines. Taft had presided over the U.S. commission overseeing the new U.S. protectorate of Philippines under McKinley and spent a great deal of time there. National newspapers reported that Taft referred to Ade as “the Indiana Sultan of Sulu” and stated that “the Philippine original had no advantage over Ade.” Then, Taft got down to brass tacks.

He looked out at the faces of the farmers, the constituents that brought him to Indiana, and addressed them directly. He wanted this point to hit home, stating:

I was told if I came here I should have the privilege of meeting 10,000 farmers of the State of Harrison and [former Indiana Governor Oliver P.] Morton, and I seized the opportunity to break my journey to Chicago to look into your faces and to ask you the question whether your experience as farmers with Mr. Bryan and your recollection of his course since 1892 is such as to command him to you as the person into whose hands you wish to put the executive power over the destinies of this nation for four years.

Library of Congress Caption: Taft Crookston, Minn. [Minnesota], Prints & Photographs Online Catalog. In other words, Taft implied: I came here to talk to you directly and honestly, unlike Bryan, who didn’t stop between big cities and doesn’t have your interests in mind. Taft continued to attack Bryan’s record in the House as a supporter of tariff bills that hurt the working man and policies that prevented democratic discussion of amendments to such legislation. And, Taft continued, when these tariffs negatively affected the economy, what did Bryan do to fix it? Taft claimed that Bryan toured around the country advocating for the silver standard and ignored the needs of “the farmers of the country, who were groaning under a very heavy weight of obligations.” Thankfully, Taft continued, Bryan was defeated and gold remained the standard, something that helped the farmers return to prosperity. [More here on gold versus silver standard, if that’s your thing.]

Taft then espoused the progressive policies of the Republican administration that had directly improved farmers’ lives. He especially focused on the administration’s introduction of free rural mail delivery, which helped to connect farmers to new ideas, keep them up-to-date on news, and reduce the feeling of isolation from which many rural people suffered.

Lake County Times, September 24, 1908, 1, Newspapers.com

Taft’s direct appeal to the farmers worked. o Brook Reporter could scarcely believe that “Mr. Taft would notice a small town like Brook.” The Indianapolis News ran the headline: “Brook Now On The Map, Thanks To George Ade.” In November, Hoosier farmers went to the polls. And while the split in the Indiana Republican Party proved fatal to the state ticket, Hoosiers chose Taft by over 10,000 votes. Taft was inaugurated March 4, 1909 as the twenty-seventh President of the United States.

(Richmond) Palladium-Item, November 4, 1908, 1, accessed Newspapers.com

Taft’s Indiana stop marked a sea change in campaign strategy. At Hazleden, Taft introduced the political tactics into his repertoire that he would hone through the rest of his tour and helped win him the election. He promoted the Republican platform as a progressive agenda that would benefit farmers and laborers. He crafted a likable, jovial, and personable image by speaking casually and humorously with crowds, while still seriously addressing their concerns. He went on the offense against his opponent in a manner the Baltimore Sun called “aggressive,” stopping in many places where Bryan had recently spoken in order to rebut his opponent’s statements. And perhaps, most importantly, he shook hands and flashed that unbeatable Taft smile at as many voters as his schedule would allow. Through sheer spectacle and tenacity, the man who had squashed labor strikes as a judge was now the candidate of the working man. A little support from Teddy didn’t hurt either, but Taft’s tour of the Midwest shaped him as a speaker and directly led to his election. And the 1908 election became the first where the Republican and Democratic candidates campaigned actively – an irreversible break with convention, as we see each election season through social media, a steady stream of ads, and even late night shows. It’s enough to make you nostalgic for the ol’ front porch.

Newspapers on the Rally

“George Ade’s Rally at Hazelden Farm,” Indianapolis News, September 23, 1908, 1 “George Ade As Sultan,” Buffalo Mourning Express and Illustrated Buffalo Express, September 24, 1908, 3 “Brook Now On The Map, Thanks To George Ade,” Indianapolis News, September 24, 1908, 4 “Taft Appeals To Labor,” Baltimore Sun, September 24, 1908, 2 “Taft Defends His Record On Labor,” New York Times, September 24, 1908, 3, accessed TimesMachine “Taft at Brook,” Brook Reporter, September 25, 1908, 1, accessed Newspapers.com.

Secondary Sources

Peri E. Arnold, “William Taft,” Miller Center of Public Affairs, University of Virginia, https://millercenter.org/president/taft.

Jeffrey Bourdon, “‘Just Call Me Bill:’ William Taft Brings Spectacle Politics to the Midwest,” Studies in Midwestern History 2, não. 10 (October 2016): 113-138, accessed Grand Valley State University.

Howard F. McMains, “The Road to George Ade’s Farm: Origins of Taft’s First Campaign Rally, September, 1908,” Indiana Magazine of History 67, no. 4 (December 1971): 318-334, accessed Indiana University.


If Walls Could Talk⁠—Ours Would Never Stop

The Taft Museum of Art (TMA) is one of the finest small art museums in America. Built around 1820, it is a National Historic Landmark, downtown Cincinnati’s oldest wooden residence still in its original location. The house was the home of several prominent Cincinnatians, including Martin Baum, Nicholas Longworth, David Sinton, Anna Sinton Taft, and Charles Phelps Taft.

The house was built around 1820 by Martin Baum, an early Cincinnati businessman, and purchased in 1830 by Nicholas Longworth. Longworth extensively redecorated the interiors and hired African American artist Robert S. Duncanson to paint eight landscape murals, which are now recognized as the most significant pre–Civil War domestic murals in the United States. The Duncanson murals are one of the Taft’s largest works of art, second only to the historic house itself.

After Longworth’s residency, the house was purchased by David Sinton, father of Museum co-founder Anna Sinton Taft. Anna lived in the house with her husband Charles Phelps Taft from 1873 until his death in 1929. In 1908, Charles Taft’s half-brother William Howard Taft accepted the nomination for U.S. president from the house’s portico, adding to its significance in our nation’s public life. The Tafts bequeathed their historic home and private collection of 690 works of art to the people of Cincinnati in 1927. The collection comprises European and American paintings by masters including Rembrandt, Hals, Goya, Gainsborough, Reynolds, Turner, Ingres, Whistler, and Sargent. It also features Chinese porcelains and European decorative arts, as well as one of the greatest Gothic ivory sculptures in America.

In 1932, the home opened as the Taft Museum of Art. In 1976, the house was designated a National Historic Landmark. Between 2001 and 2004, the Taft was renovated and expanded to include a special exhibition gallery, classroom, lecture hall, café, shop, and new work spaces.


#4 Taft served as the 27th President of the United States from 1909 to 1913

Taft had a close relationship with Theodore Roosevelt and he was an ardent supporter of the president. When Roosevelt declared that he would not run for re-election in 1908, he believed his War Secretory was his logical successor. With Roosevelt’s support, Taft easily gained the Republican nomination. No 1908 United States presidential election, he defeated the Democratic nominee William Jennings Bryan com 321 electoral votes to 162 e 51.57% popular vote as compared to 43.04%. William Howard Taft served as the 27th President of the United States a partir de March 4, 1909 to March 4, 1913. In 1912, he won the Republican nomination against his former mentor Theodore Roosevelt but failed miserably in the presidential elections winning 8 electoral votes and 23.2% popular vote.


William Howard Taft's father, Alphonso Taft, came to Cincinnati from Vermont in 1838 to establish a law practice. He moved his family to this house a little over a decade later. Alphonso Taft became an early supporter of the Republican Party in Cincinnati. He lived in this house with his family and parents. He would eventually serve as the 31st United States Secretary of War and the 35th United States Attorney General. [4]

The house is believed to have been built in the early 1840s by a family named Bowen. Alphonso bought the house at 60 Auburn Street (now 2038 Auburn Avenue), with its accompanying 1.82 acres, for $10,000 on June 13, 1851. Mount Auburn was once a popular area to live for upper-class Cincinnatians, as it allowed those of higher incomes to escape the sweltering heat and humidity of downtown Cincinnati summers. The Taft residence, a Greek Revival domicile, was relatively modest compared to other nearby residences, which were a mix of Second Empire, Italianate, and Georgian Revival. [5] [6] [7]

Alphonso's wife Fanny Phelps Taft died a year after the family moved to the Mount Auburn residence, in June 1852. In December 1853 Alphonso remarried, choosing a schoolteacher from Massachusetts named Louise Torrey. Louise Taft would give birth to their second child, William Howard Taft, in the house on September 15, 1857, presumably in the first-floor nursery in the rear ell. (The first child had died at age fourteen months from whooping cough.) Alphonso had six children living in the house, two by Fanny (three others had died beforehand) and four by Louise. [7] [8]

The house was used for social events. Visitors included many local and state dignitaries, including future President James A. Garfield. Rugs in the parlor were often rolled up for dancing. Family activities took place in the library Alphonso was an avid book collector. [8]

William would live in the house until he went to Yale University in 1874. Afterward, the Taft family would spend less time in the house, starting when Alphonso served in the Ulysses S. Grant administration. In 1877 a fire damaged the second floor and roof. Alphonso and Louise would lease the house in 1889, moving to California because the climate was thought to be beneficial for those with declining health. William had married in 1886, and the rest of the Taft sons had moved out by this point as well. In May 1891 Alphonso died in San Diego, California, and was buried in Cincinnati the tenants of the Auburn house allowed the mourners to gather at the house for the funeral. Louise eventually was able to sell the house outright, after ten years of trying, in 1899 to Judge Albert C. Thompson, after returning to her home town of Millbury, Massachusetts, to live with her sister. [7] [9] [10]

Within five years of the house leaving the Taft family, the front veranda was removed, replaced by a one-story porch. Other modifications were the addition of a conservatory and the demolition of outbuildings, including a stable. Upon Thompson's death the house was sold by his widow to Colonel Ernest H. Ruffner in 1912. Upon Ruffner's death it was sold by his daughter. The William Howard Taft Memorial Association was formed on July 7, 1937, in hopes of buying the property, but went without support of the Taft family, as Robert Taft thought it would look too opportunistic to memorialize the house his father grew up in, and thus failed in acquiring the $12,000 to buy it. In the 1940s the building was used as apartments, with the new owner Elbert R. Bellinger once considering selling it to become a funeral parlor for local blacks. Taft family political fortunes faltered with Robert's death in 1953, and with Charles Phelps Taft II available to spearhead the movement, the William Howard Taft Memorial Association eventually acquired the house for $35,000 (the assessment price), instead of the $75,000 Bellinger was demanding for it. [11]

By 1961, the house was in poor condition and needed restoration, to the tune of $92,500. It was declared a National Historic Landmark in 1964. [2] [12] A ceremony on September 15, 1964 (William's 107th birthday), celebrated the home becoming a National Historic Landmark.

The association gained full title to the house in 1968 and in 1969 transferred it to the National Park Service, which currently operates the site as a historic house museum, so that its future upkeep is ensured. [13] [14] The United States government took the property title on November 1, 1970. [7] [10] [11] [15] [16]

Letters and diary entries written by Louise Taft during her time in the home helped preservationists to return the domicile to how it appeared during William's childhood. [17]

William Howard Taft National Historic Site has two main buildings. The first is the original home owned by William Howard Taft's parents, Alphonso and Louise Taft. It has been restored to look as it did during the time William lived there. All the family portraits and many of the books on display belonged to the Taft family. The first floor has five rooms restored: William's birthplace, and four rooms representative of the period. The furniture is period pieces and did not necessarily belong to the Tafts. The second floor contains exhibits on the accomplishments of William. [17] [18]

The second building is the National Historic Site's Visitor Center, officially called the Taft Education Center. It has offices, a National Park giftshop, an audio-animatronic exhibit of William's son Charles Phelps Taft II fishing and telling stories about his father and other members of the Taft family, and a short biographical film on William Howard Taft. [18]


William H. Taft


Portrait of William Howard Taft from Cincinnati, Ohio. He was the twenty-seventh President, serving

William Howard Taft was born in Cincinnati, Ohio, on September 15, 1857. His father was Alphonso Taft, who had been President Ulysses S. Grant's secretary of war and then attorney general. His mother was Louisa Maria Torrey Taft. He attended Woodward High School, a local private school, before enrolling at Yale University in 1874. After graduation, Taft returned to Cincinnati, where he studied law at the University of Cincinnati Law School. Taft was admitted to the Ohio bar in 1880. Six years later, Taft married Helen “Nellie” Herron on June 19, 1886.

Taft first entered politics in 1881, when he became the assistant prosecutor of Hamilton County. He continued to practice law in Cincinnati until 1887, when he was appointed as a judge on the Cincinnati Superior Court. Three years later, Taft became solicitor general of the United States and moved to Washington, DC. In 1892, Taft was appointed as a judge on the Sixth U.S. Circuit Court of Appeals. Ohio was part of the Sixth Circuit. At the same time, he taught law and served as dean of the University of Cincinnati Law School.

Taft had gained the attention of the national Republican Party by this time. In 1900, President William McKinley appointed Taft to be the Governor General of the Philippines. The United States had gained control of the Philippines as a result of the Spanish-American War. It was Taft's role as Governor General to establish a new civilian government in the Philippines. It was a very difficult position, as some of the Filipinos were revolting against American control. The United States had gained a negative reputation in the region as a result of brutal attempts to put down the rebellion. Taft set out to create a peaceful environment for change on the islands, creating a constitution that was modeled after the United States Constitution and developing other aspects of civilian life.

President Theodore Roosevelt appointed Taft to be his secretary of war in 1904, a position that he held until the end of his term. He traveled around the world, overseeing United States foreign policy objectives during this era.

When Roosevelt decided not to run for reelection in 1908, he chose Taft as his most likely successor. Taft became the Republican Party's nominee and successfully won the presidency, running against Democrat William Jennings Bryan. Taft received 51.6 percent of the popular vote and 321 out of 483 electoral college votes.

Taft had promised to continue Roosevelt's Progressive reform policies if he won the presidency. During his administration, the United States ratified the Sixteenth Amendment to the Constitution, which allowed for the creation of a graduated income tax, and the Seventeenth Amendment, which established direct election of senators. He continued to pursue businesses with monopolistic tendencies, but Roosevelt believed that Taft did not have a strong commitment to other reforms. In the Election of 1912, Roosevelt challenged Taft for the Republican presidential nomination. Ultimately, Taft still won the nomination, but Roosevelt split the Republicans when he declared his own candidacy on the Progressive Party ticket. This split allowed Democrat Woodrow Wilson to win the election. Even Taft's home state of Ohio voted for Wilson in the election.

Taft's presidential administration had an important influence on the expansion of United States trade abroad during this era. Taft referred to his foreign policy as “dollar diplomacy.” The United States would seek to sell its products overseas, especially to Latin America and Asia. This policy led to military intervention to protect American economic interests and, at times, created anti-American sentiment abroad.

After completing his term as president, Taft took a position teaching at the Yale University Law School. President Warren G. Harding appointed Taft as chief justice of the United States Supreme Court in 1921, a position that he held until his death on March 8, 1930. Taft is the only person in American history to serve as head of both the executive and judicial branches of the national government.



Comentários:

  1. Kwaku

    Claramente, muito obrigado pela ajuda nesta questão.

  2. Nyasore

    Bravo, what the correct words ..., brilliant idea

  3. Gardatilar

    Apague tudo o que não for relevante.

  4. Ealhhard

    Quero dizer que você está errado. Entre que discutiremos. Escreva para mim em PM, vamos lidar com isso.

  5. Galen

    Que mensagem encantadora



Escreve uma mensagem