Líderes do Congresso pelo compromisso de 1850

Líderes do Congresso pelo compromisso de 1850


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O ímpeto inicial para o Compromisso de 1850 veio da velha guarda do Senado, mas grande parte da difícil negociação foi realizada por figuras menos proeminentes, incluindo:

  • Henry Clay, do Kentucky - que estava, aos 72 anos, perto do fim de sua ilustre carreira e finalmente se livrou das ambições presidenciais. Ele apresentou um projeto de lei abrangente que agrupava todas as partes do acordo em uma única medida.
  • Daniel Webster, de Massachusetts - que salvou um de seus maiores discursos até o crepúsculo de sua carreira, expressando a opinião de que a manutenção da União era mais importante do que as injustiças causadas por uma legislação impopular (a Lei do Escravo Fugitivo). O apoio de Webster a um forte papel federal na devolução de escravos fugitivos custou-lhe muito apoio no Norte.
  • William H. Seward, de Nova York, que recentemente chegou ao Senado com uma carreira distinta na política estadual e invocou uma "lei superior" que a Constituição em seus argumentos contra a escravidão
  • John C. Calhoun, da Carolina do Sul - que estava morrendo de câncer na garganta, mas conseguiu fornecer a estrutura filosófica para a posição sulista. Seu apelo repetido era para que o Norte parasse de atacar o Sul e a instituição da escravidão.
  • James Murray Mann, da Virgínia - que falou em nome do enfermo Calhoun.
  • Stephen A. Douglas, de Illinois - que garantiu a aprovação do acordo dividindo-o em segmentos que poderiam obter a aprovação da maioria, um por um.

Assista o vídeo: O PERIGO DAS PRIORIDADES ERRADAS - PRA. TALITHA PEREIRA - IGREJA DO AMOR